Padrasto acusado de queimar as mãos do enteado

Padrasto acusado de queimar as mãos do enteado

 A mãe do acusado terá dito diante dos investigadores da Polícia que o pequeno Carlinhos, de 3 anos, foi queimado porque “comia muito”. O petiz teve uma queimadura do 3º grau e corre o risco de nunca mais conseguir mover os dedos das duas mãos


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta