Concurso ABC hoje conhece finalistas

O Movimento de Solidariedade em Acção (MAS) já apurou os 12 candidatos à primeira das duas fases finais do concurso. Os referidos alunos já garantiram a participação no encontro com o escritor Pepetela, inicialmente agendado para 19 de Março, Dia do Pai

POR: Alberto Bambi

Quando, hoje, tiver terminado a terceira sessão do Concurso ABC, apenas seis alunos estarão apurados para a disputa da finalíssima, a 24 de Março, em que concorrerão para o primeiro lugar do certame que, desta vez, reserva prémios apenas para o grande vencedor. “Trata-se de três candidatos da Escola São José de Cluny, igual número da Número 9.083, dois do Colégio Nossa Senhora do Bom Sucesso e dois do Ulumbo, além de um representante, respectivamente, do Colégio Fonte do Conhecimento e da Escola 3. 081”, informou Elisa Alexandre, que não se dispôs a revelar nomes, alegadamente por não ter a autorização dos encarregados de educação dos meninos.

A responsável do Movimento de Solidariedade em Acção salientou que, apesar de, nessas segundas eliminatórias, a maior representação recair ao São José de Cluny e a 9.083, a participação das instituições de ensino estatais aumentaram consideravelmente, ao ponto de trazerem mais calor à disputa. Relativamente ao facto de na oitava edição do referido concurso só haver premiação para o vencedor, Elisa Alexandre frisou que se tratava de uma mudança de critério, adiantando, no entanto, que as crianças inscritas beneficiarão sempre de um certificado de participação e de uma visita ao homenageado.

Os concorrentes foram recomendados a apresentar um poema em alusão ao Dia do Pai, que, depois de entregue aos responsáveis do MAS, será encaminhado ao escritor ora homenageado, para a devida correcção e orientação, de modo a serem publicados e distribuídos aos pais e encarregados de educação. “Há intenção de os publicar num modelo simples, mas, se tivermos apoio de uma editora, faremos algo mais completo”, realçou Elisa Alexandre. Saliente-se que o referido concurso está reservado a crianças entre os 12 e 14 anos de idade que estejam a frequentar a 8ª ou a 9ª classe. Para a 8ª edição, os candidatos habilitam-se a ganhar uma série de prémios, designadamente um Clássico da literatura angolana, o livro de Pepetela intitulado As aventuras de NGunga e um curso de informática ou Língua inglesa, além de um certificado de participação, que, por sinal, será entregue a todos os concorrentes.

O que custa o prémio

A conquista do prémio requer que os petizes a respondam questões ligadas a diversas áreas do saber, como Língua Portuguesa, Matemática, Estudo do Meio, Geografia, História, Química e Cultura Geral, esta que encerrará, essencialmente, questões sobre a literatura angolana, sobretudo as que se referem ao homenageado escritor Pepetela. Refira-se que as primeiras actividades do concurso “Alfabetizando a Criança” tiveram a ver com a publicação e inscrição das candidaturas, realizadas no dia 2 de Fevereiro do ano em curso, sendo que os casting´s que seleccionaram os 18 candidatos à fase preliminar, ocorreram nos dias 17 e 24 de Fevereiro, na Mediateca 28 de Agosto, junto ao Instituto Médio de Economia de Luanda (IMEL). A competição que na semana passada viu o grupo de 18 concorrentes encurtar para 12, contará com apenas seis, depois da competição de amanhã, os quais, dia 24 do corrente mês, disputarão para vencer o concurso que consagrará apenas um vencedor. Sete dias antes desta data, todos os candidatos inscritos vão beneficiar de uma visita à União dos Escritores Angolanos (UEA), onde poderão manter contacto com Carlos Artur Carlos Maurício Pestana dos Santos, conhecido nas lides literárias como Pepetela.