Mal não se paga com mal

Mal não se paga com mal

Absolutamente execrável. É o que se pode dizer daquilo que se ouve de uma gravação de uma alegada conversa entre o antigo comandante da Polícia de Trânsito no Lobito e um familiar da menina de quem é acusado de ter abusado sexualmente.

Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta