Militares querem a desforra no 11 de Novembro

O 1º de Agosto, campeão nacional, recebe amanhã o Kabuscorp do Palanca no Estádio 11 de Novembro, em partida referente à 5ª jornada do Girabola Zap, com o sentimento de desforra por ter perdido por 2-0 no ano passado.

POR: Sebastião Félix

O jogo entre o 1º de Agosto e o Kabuscorp do Palanca, referente à 5ª jornada do Girabola Zap, marcado para amanhã, no Estádio 11 de Novembro, em Luanda, às 16:00, agita as duas claques. O campeão nacional, com um início titubeante, entra com o objectivo de se desforrar da equipa do Palanca. No ano passado, perdeu por duas bolas sem resposta, por isso está longe de repetir o anterior fracasso, uma vez que cada jogo tem a sua história.

Para os militares, o empate sem golos frente ao Progresso do Sambizanga e a derrota com a Académica do Lobito (Benguela) 1-0 fazem parte do passado. O emblema das Forças Armadas Angolanas está motivado, aliás venceu nas Afrotaças o Bidvest da África do Sul por uma bola a zero. Apesar de ser uma resultado “magro”, o ataque militar continua a inspirar alguns cuidados. O médio Geraldo, frente à equipa da pátria de Nelson Mandela, fez o gosto ao pé, quando, em verdade, os atacantes estão sem pontaria.

O avançado Jacques, que vai enfrentar a sua antiga equipa, ainda não deu alegria aos seus adeptos, à excepção dos golos que marcou nas Afrotaças. Por sua vez, o Kabuscorp também está motivado. Na ronda anterior, cilindrou o Recreativo Libolo do Cuanza Sul por 5-0. É ponto assente que vai entrar com a postura do ano passado, porém, estão atentos às manobras ofensivas do campeão nacional. No ano passado, Ebunga e Mongo foram os autores dos golos da formação da Rua F, no Estádio 11 de Novembro. Para além dos artistas da bola, as duas claques vão animar com cânticos e outros rituais que se impõem nas bancadas.