Actividades culturais marcam Dia Internacional da Mulher em Lisboa

Uma actividade cultural angolana denominada ”Mulher Mirabilis” marcou na Quinta-feira, em Lisboa, as comemorações do 8 de Março, Dia Internacional da Mulher.

O encontro realizado pela Embaixada de Angola em Portugal e a União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA) contou com uma exposição colectiva de artistas plásticos angolanos denominada “Arte Mirabilis” que vai até ao dia 04 de Abril. O evento, dividido em duas partes, contemplou, primeiro, uma visita guiada à exposição por parte das artistas plásticas que participam na amostra e uma segunda parte com uma tertúlia em que se debateu o tema “Ser mulher artista fora do país” No debate moderado pelo adido cultural da embaixada de Angola, em Portugal, Luandino de Carvalho, participaram as artistas plásticas Armanda Alves, Dila Moniz, Erika Jâmece e Tânia Dominique.

À margem do encontro, Luandino de Carvalho disse ser importante a realização de encontros como estes por permitir confirmar a grandeza cultural de Angola e de África. “A cultura posiciona-se como factor importante na diplomacia e no alavancar da diversificação da economia e do turismo”, referiu. Por sua vez, o curador da exposição, Lino Damião, agradeceu a iniciativa dos organizadores, considerando de extrema importância para a divulgação da cultura angolana.

Durante o encontro, os participantes foram brindados com momentos de música e poesia com a dupla Isaley e Raquel Flores, a rapper Bela Show e declamação de poemas por Isabel Ferreira, Ondina Ferreira e a moçambicana Elsa Noronha. Encerrou a noite cultural a soprano Té Macedo, que interpretou o seu tema tocando a tradicional marimba.