Editorial: A semana de Isabel

Depois de ter dado uma entrevista a um jornal português, o Jornal de Negócios, que não caiu bem no seio da comunicação social angolana, não por ciúmes, mas porque o assunto abordado foi sobretudo a Sonangol, empresa bem angolana, eis que a empresária surgiu esta semana, em anúncios promocionais de entrevista a TV Zimbo e também passada pela Rádio Mais. Pelo menos mais um órgão anunciou mais uma entrevista com a empresária. Porquê ouvir Isabel? Porque ela é mais do que o diferendo que tem com a Sonangol, independentemente do juízo que cada uma faça sobre a sua pessoa e percurso. Mas tanto para Isabel, como para outras figuras angolanas, é importante que saibam que os angolanos os querem ouvir sobre temas que lhes tocam. No caso da empresária, ela tem milhares de empregados para quem uma palavra pode significar o expandir ou a contracção de expectativas.