KADHAFI

KADHAFI

Faz poucos dias, aqui em Luanda, num destes domingos de sol abrasador, em minha casa, tive uma surpresa agradável. Sem contar, enquanto aguardava pelo funge de peito alto (é assim que os puros malanjinos pitam depois da missa dominical), um grupo de velhos amigos bateu a porta e, para meu . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta