Crise ditou a paralisação do grosso das fábricas na ZEE de Luanda-Bengo

Crise ditou a paralisação do grosso das fábricas na ZEE de Luanda-Bengo

Pelo menos 66 das 76 fábricas instaladas na Zona Económica Especial Luanda-Bengo (ZEELB) estão paralisadas em consequência da crise provocada pela queda no preço do petróleo desde 2014, revelou o presidente do Sindicato da Indústria e Serviços.


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta