Ministro admite falha na gestão de carreira dos agentes da justiça

O ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Queiroz, reconheceu ontem a necessidade de se dar melhor acompanhamento à gestão de carreiras dos agentes da Justiça que reúnam os requisitos legais a par do reenquadramento daqueles que adquiriram qualificações . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta