Total não vai despedir mais em Angola

Total não vai despedir mais em Angola

A petrolífera francesa Total assegura que não vai fazer mais despedimentos em Angola, numa altura em que assina um acordo para a prospecção do bloco 48, vai desenvolver um campo marginal no bloco 17 e entra numa parceria para a distribuição de combustíveis com a Sonangol.


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta