Estudante angolano galardoado com a mais alta distinção nos EUA

Estudante angolano galardoado com a mais alta distinção nos EUA

Aos 24 anos de idade, Imerson Nassone João torna-se no mais jovem engenheiro de petróleos angolano, formado numa das Universidades do Estado do Louisiana, nos Estudos Unidos da América com a mais alta distinção. Em entrevista a OPAÍS, via Internet, o estudante, que finalizou com uma média equivalente a 19,75, contou que pretende regressar ao país a fim de, enquadrado no sector petrolífero, procurar métodos de exploração menos prejudiciais para o meio ambiente.


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta