Nulidade do interrogatório cria tumulto no caso AGT

Nulidade do interrogatório cria tumulto no caso AGT

Em plena audiência para produção de provas, levantou-se a questão do interrogatório feito ao réu Valério Quiohendama durante a instrução preparatória, que deveria ser nulo, segundo o seu defensor, enquanto a juíza da causa . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta