Conflitos temporais, humor e realismo conduzem “O Tempo Não Pára”

Conflitos temporais, humor e realismo conduzem “O Tempo Não Pára”

Durante 132 anos, a família Sabino Machado e seus agregados ficaram congelados, dentro de um bloco de gelo, enquanto a vida lá fora passava. Agora, vão despertar num São Paulo pulsante e turbulento e deparar- se com a sociedade em pleno 2018.


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta