loader

Pelo menos três mortos no Zimbabwe em violência pós-eleitoral

O ambiente é de tensão pós-eleitoral no Zimbabwe. Há registo de pelo menos três vítimas mortais em Harare.

POR: Opais/uronews

Depois do anúncio da vitória do partido da União Nacional Africana do Zimbabwe, no poder desde 1980, os partidários da oposição saíram às ruas em protesto. A polícia já não era suficiente e o exército foi destacado para controlar os focos de violência.

“Hoje assistimos ao destacamento de tanques militares e aos disparos de munições verdadeiras sobre os civis sem motivo aparente. Os civis podem exigir o respeito dos seus direitos legalmente. Qualquer distúrbio pode ser resolvido pela polícia, que está treinada para manter a ordem pública. Os soldados são treinados para matar em tempos de guerra”, disse o porta-voz do partido MDC, Nkululeko Sibanda.

O ministro da Justiça do Zimbabwe disse que o exército foi destacado para dispersar a violência e para assegurar a “paz e a tranquilidade”. Através do twitter, o Presidente Emmerson Mnangagwa, que sucedeu a Robert Mugabe, lançou um apelo à “calma” e à “paciência” no país.

Últimas Notícias