Projecto cultural pretende representar Angola no Festival de Cariacica

Além do festival de Cariacica, o grupo pretende participar também no Festival do Estado de Vitória, para retratar o Carnaval da República do Congo, já que a história dos angolanos da região Norte do país e a dos congoleses são semelhantes.

O Projecto Cultural Njila ya Mwenho procura apoios para representar Angola na próxima edição do Festival de Cariacica, estado do Espírito Santos, Brasil, em Abril de 2019, informou esta Quinta-feira, o secretário-geral do grupo, Emengó dos Santos. O artista referiu que o grupo não tem capacidade financeira para adquirir os bilhetes de passagem para os seus integrantes representarem Angola, numa das maiores festas culturais de Cariacica.

Não obstante essas dificuldades, o grupo está a trabalhar no sentido de obter recursos para a aquisição dos bilhetes, uma vez que a representação cultural brasileira prontificou-se em ajudar na questão dos vistos, e a organização do evento na questão do alojamento. Emengó dos Santos adiantou que o grupo pretende apresentar naquele festival uma obra que retrata a história do povo angolano, abordando a escravatura, o tráfico de escravos, a situação dos engarrafamentos e os rituais de cada província angolana.

Além do festival de Cariacica, o grupo pretende participar também no Festival do Estado de Vitória, para retratar o carnaval da República do Congo, já que a história dos angolanos na região Norte do país, e dos congoleses são semelhantes. Em cada edição do Festival de Cariacica, os grupos devem apresentar uma obra diferente, em função dos temas solicitados pelos organizadores. Projecto Cultural Njila ya Mwenho já representou Angola na abertura da II edição do Festival de 2016, como o único país africano, pretendendo para a próxima edição levar Grupo Bailado do Cazenga. O projecto Njila ya Mwenho, com 18 integrantes, existe há 19 anos e entre as várias outras actividades, dedica-se à dança, ao teatro e ao canto.