BNA não divulga relatório de venda de divisas há duas semanas

O seu último relatório divulgado ao mercado é referente aos dias 30 e 31 de Julho passado, segundo o documento do banco central que refere que colocou no mercado primário o montante de EUR 348,19 milhões.

Já se passaram duas semanas desde que o Banco Nacional de Angola divulgou o último relatório semanal sobre o mercado monetário e cambial, em que havia disponibilizado cerca de EUR 348,19 milhões à banca comercial. O documento a que OPAÍS teve acesso refere que no leilão de venda de divisas participaram 25 bancos, cuja taxa mais alta foi Kz 303,302 por euro e a mais baixa sido Kz 298,988 por euro. Com o montante global, o BNA realizou dois leilões, sendo o primeiro (Leilão de Preço), no montante de EUR 104,15 milhões, para cobertura de operações privadas (viagens, ajuda familiar, saúde, educação, salários de trabalhadores expatriados, até EUR 15 mil por beneficiário e cartões para pagamentos internacionais), e adiantamentos para mercadorias até ao limite de EUR 25 mil por ordenador. O segundo leilão (Leilão de Quantidade), no montante de EUR 244,04 milhões, destinou-se à abertura e confirmação de cartas de crédito para importação de matéria-prima e equipamento fabril, hospitalar, agrícola e pesqueiro. Embora o preço do petróleo se mantenha na “casa” dos USD 70, o certo é que os agentes económicos e as famílias angolanas continuam a encontrar muitas dificuldades para adquirir divisas, um facto que tem condicionado o sector da economia.