Ministra incentiva jovens a criarem o próprio negócio

A ministra do Turismo, Ângela Bragança, apelou aos jovens licenciados no curso de Hotelaria e Turismo a lutarem para a conquista da sua independência financeira, através da criação do negócio próprio

POR: Brenda Sambo

A governante fez estas declarações à imprensa, após uma visita conjunta entre os ministérios do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação e do Turismo ao Instituto Superior de Hotelaria e Turismo (ISHOTUR) e à Escola Superior de Hotelaria e Turismo da Universidade Agostinho Neto (UAN). Segundo a ministra, há várias oportunidades de negócio no sector que devem ser aproveitadas pelos jovens na área do turismo. Frisou que os estudantes devem ter uma visão ampla do sector, e deixarem de pensar que os licenciados em hotelaria e turismo devem trabalhar apenas no Ministério do Turismo. “A visão é desenvolver o sector privado, para criar o maior número de postos de trabalho, ”, sublinhou.

Enfatizou que o turismo é também uma área que está aberta à inovação, pois, já há jovens no país que trabalham com alguns aplicativos via Internet. Nesta senda, a ministra ressaltou que, para o presente ano, o tema do Dia Mundial do Turismo, que em 27 de Setembro próximo se assinala, refere-se à transforma ção do turismo. Nesta linha, garantiu que o Ministério do Turismo continuará a trabalhar não só com o Ministério do Ensino Superior Ciência e Tecnologia e Inovação, Telecomunicações e demais ministérios, para garantir a empregabilidade para os jovens no sector. Por outro lado, Ângela Bragança frisou que o ministério que dirige vai criar parcerias, quer com as empresas ligadas ao sector quer com associações, para garantir o estágio curricular para todos os estudantes das instituições de ensino superior de turismo. “Vamos estudar formas de melhorar a formação em termos curriculares, estágios e as condições ligadas às infra-estruturas, para se conciliar a teoria à prática”, afirmou. Por outro lado, aconselhou também aos formandos a dominarem línguas estrangeiras, sobretudo a inglesa e a francesa para facilitar a interacção com as pessoas.

Currículos das instituições de ensino superior serão harmonizados em 70 %

A ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Bragança Sambo declarou que a harmonização do plano curricular das instituições de ensino superior vai permitir a equivalência da formação, assim como a mobilidade de docentes e descentes no país e na região da África Austral. Reafirmou que esse processo contribuirá para que as instituições de ensino harmonizem as linhas de conhecimento, e cada uma coloque a sua marca ou diferencial segundo a sua linha pedagógica. Maria do Rosário Sambo sublinhou a importância do MINTUR criar aportes em termos de perfiis para um melhor ajustamento do currículum dos cursos. Segundo a governante, o seu ministério vai continuar a efectuar visitas às instituições de ensino superior no país e manter o diálogo com os respectivos estudantes.