Nove mortos num incêndio em hospital de Taiwan

Nove pessoas morreram e 15 ficaram feridas num incêndio nesta Segunda-feira numa unidade de um hospital de Taiwan que reunia pacientes em fase terminal.

As 36 pessoas – incluindo funcionários do centro médico – que estavam na unidade situada no sétimo andar do hospital de Nova Taipé foram retiradas do local. Dezasseis sofreram paragem cardíaca e sete foram reanimadas pelos médicos. O comandante do corpo de bombeiros de Nova Taipé, Huang Teching, afirmou que uma investigação foi aberta para determinar a origem das chamas, ao mesmo tempo que desmentiu a informação de que o sistema automático de combate aos incêndios não teria funcionado de forma correcta. “O sistema funcionava, mas fica longe do local onde começou o fogo, o que não permitiu que as chamas fossem apagadas de imediato”, afirmou. Imagens das câmaras de segurança divulgadas pelos canais locais mostram funcionários a correr e a retirar os pacientes nos braços ou em cadeiras de rodas. Onze feridos estão em condição grave. A imprensa afirmou que os pacientes suspeitam de uma explosão de uma botija de oxigénio. “Vamos determinar a causa do incidente para impedir que volte a acontecer uma situação similar”, declarou o primeiro- ministro William Lai.