Militar condenado a 18 anos de prisão pela morte de Rufino

Militar condenado a 18 anos de prisão pela morte de Rufino

O cidadão José Alves Tadi, à data dos factos 1º Sargento das Forças Armadas Angolana, foi condenado, ontem, pelo Tribunal Provincial de Luanda (TPL), a 18 anos de prisão efectiva e ao pagamento de um milhão de Kwanzas de indeminização pela morte, em 2016 de Rufino António.


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta