Embaixador angolano reconhece palco da competição

O lº de Agosto realiza amanhã uma sessão de treinos no Estádio de Sousse, palco do jogo de Sábado com o Etoile du Sahel da Tunísia referente à 2ª jornada da segunda volta da Liga dos Clubes Campeões Africanos, às 20:00.

O 1º de Agosto, com algumas baixas no seu onze, reconhece amanhã o Estádio de Sousse, casa do Etoile du Sahel da Tunísia. O bicampeão nacional, que defronta no Sábado os tunisinos, no grupo D da Liga dos Clubes Campeões, às 20:00, vai realizar um treino de recuperação física devido à viagem. Na sessão de treinos, segundo uma fonte do clube militar, a equipa técnica vai “fintar” a imprensa local.

O técnico Zoran Maki desviará as atenções com toques de bola e outros movimentos dentro das quatro linhas. Isto implicará a não apresentação do sistema táctico ao adversário no seu reduto, aliás é um local inóspito. Pelo que se viu no campo França Ndalu, na Academia, no Quartel das Transmissões, no Cassequel, o esquema táctico incidia mais ataque. Regressar com os três pontos a Luanda é importante para consolidar o segundo lugar na tabela classificativa no grupo D da Liga Africana dos Campeões.

No onze dos militares, Geraldo e Paizo são as principais ausências na operação Tunísia, por estarem lesionados. Mas a equipa técnica criou condições para ultrapassar a situação quando rolar a bola no Estádio de Sousse. O grupo D é liderado pelos tunisinos com dez pontos, ao passo que o embaixador angolano ocupa a segunda posição com cinco. O Mbabane Swallows da Swazilândia e o Zesco United da Zâmbia ocupam os lugares seguintes. Na primeira volta, o 1º de Agosto e o Etoile du Sahel empataram a uma bola no Estádio 11 de Novembro, em Luanda.

Adversário dos militares com algumas baixas

O Etoile du Sahel da Tunísia, segundo o jornal Le Temps, tem algumas baixas no seu plantel. Por isso, o jogo de Sábado frente ao 1º de Agosto será difícil. Mas o jornal não avança o nome dos atletas que estão lesionados. Tudo indica que pode ser uma jogada de bastidores para enganar o embaixador angolano no palco da competição. A equipa técnica tunisina está atenta e a estudar os jogos, em vídeo, do 1º de Agosto. Para os tunisinos, terminar na primeira posição é imperioso, pois evitarão na fase seguinte cruzar-se com adversários do “quilate” do TP Mazembe da República Democrática do Congo.