Editorial: E nós por cá?

A pergunta foi e está a ser repetida por todo o mundo. Este não é, infelizmente, o primeiro episódio, o da Itália. Recentemente tivemos notícias semelhantes vindas dos Estados Unidos da América, com o ruir de pontes que fizeram vítimas mortais. No Brasil e em Portugal também ocorreram acidentes do género. Na verdade, colapsos de pontes estão na memória de muitos povos. E nós, por cá, como estamos de prevenção? Há poucos meses o Instituto Nacional de Engenharia reconheceu que as nossas pontes estão sem vistorias em dia. Ou seja, não temos a certeza do seu estado ante a pressão que lhes é exercida, mas temos sinais, basta olharmos para o Leste, Lundas e Moxico. Mas não apenas para as pontes, a estrutura, porque ao lado deste problema temos o das ravinas, que ameaçam vilas, cidades, estradas e pontes. Entretanto, deu para notar como na Itália os olhos se viraram logo para as universidades, aqui olhamos para consultores, Governo e dinheiro.