Supostos angolanos usam a rota México para chegarem aos EUA

Supostos angolanos usam a rota  México para chegarem aos EUA

O aumento da criminalidade até 5 por cento, no 2º trimestre deste ano, o facto de o país servir de placa de trânsito para traficantes de cocaína oriunda da Europa, América Latina e alguns países africanos, incluindo o tráfico de seres humanos, constaram entre os assuntos ontem abordados no IV Conselho Consultivo Alargado do Serviço de Investigação Criminal (SIC).


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta