Angola encaixa USD 500 milhões na Alemanha

O Presidente da República, João Lourenço, convidou Quarta-feira, em Berlim, os empresários alemães a investirem mais em Angola, principalmente na indústria do ferro, na agricultura, pecuária e no domínio marítimo.

Estes são sectores cruciais para o desenvolvimento sustentado da economia nacional, segundo João Lourenço que falava na abertura do sétimo fórum económico Angola- Alemanha, perante mais de 300 empresários angolanos e germânicos, como parte da sua agenda de visita oficial que iniciou ontem. O Presidente angolano sugeriu ainda a criação de parcerias público-privadas para a construção de estradas transnacionais que liguem Angola aos países vizinhos, com vista a viabilizar a participação de Angola nos projectos de integração regional da África Austral e Central. O alargamento da rede ferroviária do país e o caso específico do Caminho-de-Ferro de Benguela, cuja concessão para participação empresarial está ainda em estudo, são outras áreas que João Lourenço incentivou à participação dos empresários. Salientou o facto de existir hoje, no país, um ambiente mais favorável ao investimento privado, tendo em conta a nova legislação que visa criar condições para a reactivação da economia real.

João Lourenço sublinhou, igualmente, o facto de o novo governo ter encetado um conjunto de reformas do sistema judicial, com o objectivo de se combater a impunidade e a corrupção que impediam a dinâmica do desenvolvimento económico do país. O Presidente da República tranquilizou os empresários, muitos dos quais já possuem empreendimentos em Angola, afectados com os impasse no pagamento da dívida, devido à crise económica que se registou nos últimos anos, de que esta “já está a ser certificada e paga”. João Lourenço lembrou aos presentes que, enquanto Ministro da Defesa, rubricou, na Alemanha, acordos nesse domínio que pretende ver reforçados. “Queremos uma cooperação dos empresários alemães no sector, principalmente para garantir a segurança na região do Golfo da Guiné. Queremos que venham investir na terra do presente e do futuro”, concluiu o Chefe de Estado.

Cooperação Angola – Alemanha

Os dois países estabeleceram relações diplomáticas em 1979, tendo como ponto alto a visita oficial do antigo Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos, à Alemanha, em 2009, acompanhado de uma importante delegação ministerial. Em retribuição da visita do Chefe de Estado angolano, Angela Merkel, Chanceler da República Federal da Alemanha, visitou Angola em 2011. A visita permitiu a assinatura da Declaração Comum de Intenções entre o Executivo da República de Angola e o Governo da República Federal da Alemanha para o aprofundamento do diálogo bilateral e a criação da Comissão Bilateral Angola-Alemanha. Foram já realizadas duas sessões da Comissão Bilateral, a primeira em 2012, em Berlim, e a segunda em 2016, em Luanda. As relações de cooperação entre Angola e Alemanha ganharam um novo impulso com a realização da I sessão da comissão bilateral em 2012, em Berlim, copresidida pela secretária de Estado do Ministério dos Negócios Estrangeiros da República Federal da Alemanha, Emily Haber, e pelo então secretário de Estado das Relações Exteriores, Manuel Augusto.