Homicídio: Homem que matou John Lennon vê negada a liberdade condicional pela décima vez

Homicídio: Homem que matou John Lennon vê negada a liberdade condicional pela décima vez

O assassino que matou John Lennon, Mark Champman, está preso há 37 anos e vê negada pela 10ª vez, desde 2000, a possibilidade de ter liberdade condicional. Yoko Ono tinha pedido que continuasse detido

Mark Chapman, o homem que matou John Lennon em Nova Iorque, em 1980, viu . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta