ONU quer líderes militares birmaneses julgados por genocídio dos rohingya

ONU quer líderes militares birmaneses julgados por genocídio dos rohingya

Relatório da Missão de Inquérito das Nações Unidas para a Birmânia, tornado público ontem, Segunda-feira, 27, sugere o julgamento do chefe do exército de Myanmar (ex-Birmânia) e outros cinco oficiais superiores.


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta