Editorial: Entre os esquecidos

Há muitas tarefas a desenvolver pelo Estado, cuidar da vida dos cidadãos é uma delas. E, neste assunto, da preservação da vida, há milhares de aspectos que deve ser levados em conta. Normalmente presta-se atenção aos mais prementes, ou aos mais falados. Há também cuidados que são simplesmente esquecidos, ou retirados da responsabilidade do Estado, mas em que a intervenção deste, normalizando, regulando e fiscalizando é de extrema importância. Um deles é a questão da protecção contra as descargas eléctricas atmosféricas. O Estado deve fazer alguma coisa, o assunto não pode continuar a ser desviado apenas para a responsabilidade da natureza e dos cidadãos.