Cidadão mata enfermeiras por terem abortado filho seu

Cidadão mata enfermeiras por terem abortado filho seu

O Serviço de Investigação Criminal confirmou, ontem, durante o balanço das últimas actividades, a detenção de um cidadão que confessou ter matado duas enfermeiras, por estas terem feito o aborto da gravidez de sua esposa sem o seu consentimento.

Texto de: Romão Brand . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta