Ministro da Justiça apela à cooperação internacional no repatriamento de capitais

O ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Queirós, revelou ontem, em Luanda, a existência de alguns países considerados “paraísos fiscais” em cujas instituições financeiras fazem alguma resistência em largar mão do capital que ilicitamente foi transferido para as suas . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta