Cidadãos obrigados a viver com aterro sanitário “improvisado” em Benguela

Cidadãos obrigados a viver com aterro sanitário “improvisado” em Benguela

Os moradores no bairro do Autódromo, arredores do município de Benguela, pedem que se pare de depositar lixo na zona, por atentar contra a saúde pública. Como exemplo, revelam que as crianças estão a contrair doenças diarreicas e vômitos


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta