Autoridades turcas entram no consulado saudita

ISTANBUL, TURKEY - OCTOBER 05: Members of the media film and report outside the entrance to the Saudi Arabia Consulate on October 5, 2018 in Istanbul, Turkey. Saudi Consulate officials have said that missing writer and Saudi critic Jamal Khashoggi went missing after leaving the consulate, however the statement directly contradicts other sources including Turkish officials who believe that the writer is still inside and being held by Saudi officials. Jamal Khashoggi a Saudi writer critical of the Kingdom and a contributor to the Washington Post was living in self -imposed exile in the U.S. (Photo by Chris McGrath/Getty Images)

Uma equipa conjunta turca e saudita devia revistar, ontem, o consulado da Arábia Saudita em Istambul no âmbito de uma investigação sobre o desaparecimento do jornalista Jamal Khashoggi, disse uma fonte diplomática turca.

“Espera-se que os exames sejam realizados esta tarde”, disse a fonte, citada pela Reuters. Khashoggi, residente dos EUA e crítico das políticas de Riade, desapareceu no dia 2 de Outubro depois de entrar na missão diplomática do seu país em Istambul.

A Turquia acredita que ele foi assassinado e o seu corpo removido, enquanto a Arábia Saudita nega as acusações. A Turquia aceitou uma proposta saudita na semana passada para formar um grupo de trabalho conjunto para investigar o desaparecimento de Khashoggi, que desencadeou um conjunto de pressões dos aliados ocidentais. O príncipe Khaled al- Faisal, da família governante da Arábia Saudita e conselheiro do rei Salman, reuniu-se com o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, para discutir o desaparecimento de Khashoggi, segundo duas fontes.

Erdogan e o Rei Salman falaram por telefone na noite de Domingo e enfatizaram a importância de os dois países criarem o grupo de trabalho como parte da investigação. “Ninguém pode minar a força das relações com a irmã Turquia”, disse o monarca, segundo fonte oficial saudita. Salman agradeceu a Erdogan pela “resposta favorável à proposta saudita de criar uma equipa de trabalho para examinar o caso do desaparecimento do cidadão saudita Jamal Khashoggi”.

error: Content is protected !!