Editorial: A determinação e os frutos

João Lourenço, Presidente da República, dirigiu, ontem, pela segunda vez, a sua mensagem sobre o Estado da Nação enquanto Chefe de Estado. Desta vez, um ano depois, trouxe um panorama mais alargado sobre o país. Trouxe menos promessas, mas reafirmou as traves mestras do seu mandato: combate à impunidade e à corrupção, descentralização administrativa e criação de autarquias, incentivo ao investimento privado, desburocratização de procedimentos migratórios. Tudo para agilizar a economia nacional. Mas não se espere que os frutos sejam colhidos hoje. No próximo Estado da Nação, porém, o Presidente vai ter de começar a mostrá-los. Não terá mais tempo.

error: Content is protected !!