Livro sobre a Vida e Obra de Bonga lançado amanhã em Lisboa

A obra literária é composta por cinco capítulos. Em Luanda será lançada em Novembro e contará com a presença do músico Barceló de Carvalho ‘Bonga’, residente em França

Texto de: Antónia Gonçalo

O técnico de comunicação e marketing, Filomeno Pascoal, procederá amanhã, 25, ao lançamento da obra literária intitulada “Bonga: marcas na oralidade angolana”, na Biblioteca municipal de Lisboa (Portugal).

O livro, composto por cinco capítulos, para além da abordagem sobre a vida e obra do músico, contem textos sobre os géneros musi- Antónia Gonçalo cais angolano, análise dos textos de Bonga e da aplicação didáctica dos referidos textos. Em Luanda, a obra será lançadoaem Novembro e contará com a presença do músico. Em entrevista a OPAÍS, Filomeno Pascoal referiu que a obra servirá para homenagear o músico Barceló de Carvalho, por considerá-lo defensor da música, cultura angolana e africana.

Disse ainda que foi motivado a escrever o livro pelo facto de admirar o trabalho e a personalidade do artista. “Sou um eterno apaixonado pelas músicas do Bonga, por ser uma pessoa irreverente. As questões políticas não o incomodam. Ele narra os aspectos sócio- culturais e é um defensor da cultura africana. Todas essas facetas me impressionaram desde criança ”, contou.

Filomeno Pascoal disse ainda que o facto de o músico falar abertamente sobre os assuntos político, culturais e sociais motivou-o também a elaborar a obra, resultante do seu trabalho de final de curso. O também docente referiu ainda que Bonga, do ponto de vista histórico, consegue enquadrar os conteúdos nas suas músicas, mediante o tempo que, segundo ele, facilita os estrangeiros a conhecerem a história do país.

“ Ele não é um músico comercial, que canta só para vender. Nas suas músicas valoriza a cultura africana e do nosso país. Por isso é chamado de embaixador da música angolana” apontou. Pesquisas Para a elaboração do livro, Filomeno Pascoal entrevistou o músico, em Portugal, pesquisou obras literárias de João Paulo Ganga e arquivos que abordam a vida e o trabalho do músico residente no exterior.

Quanto à questão literária, baseou-se nas obras de Óscar Ribas e de António Fonseca, que abordam o assunto. “O essencial é pegar em tudo isso e mostrar como podemos aprender sobre a literatura oral angolana a partir dos textos de Bonga, assim como de outro músico”, observou.

O músico

Barceló de Carvalho nasceu em Kipiri, na província do Bengo, a norte de Luanda, em Angola. Bonga é produto de uma geração aguerrida e marginalizada que resiste à aculturação da sociedade marginal através do respeito pela música tradicional de Angola.

Tem mais de 300 composições da sua autoria, 32 álbuns, 6 video-clips, 7 bandas sonoras de filmes, e álbuns com inúmeras reedições em todo mundo.

Seus temas têm sido interpretados por ilustres artistas como no Brasil Martinho da Vila, Alcione e Elsa Soares, em França, Mimi Lorca, na República Democrática do Congo, Bovic Bondo Gala, no Uruguai, Heltor Numa de Morais, e muitos artistas angolanos da nova vaga.

Recebeu inúmeros prémios de popularidade e homenagens relativamente à sua obra, onde conta com distinções várias, medalhas e discos de ouro e de platina.

Com mais de trinta anos de carreira, é recordista de vendas dos seus 32 álbuns, em todo o mundo, convidado para muitos espectáculos que contribuem para a imagem positiva do seu país.

error: Content is protected !!