1º de Agosto apresenta queixa à CAF

A direcção do 1º de Agosto vai apresentar um protesto contra Janny Sikazwe, à Confederação Africana de Futebol (CAF), pela sua prestação durante o jogo que opôs a equipa militar e o Esperance de Túnis da Tunísia.

O presidente do 1º de Agosto, Carlos Hendrick, disse ontem que a sua equipa apresentou protesto à Confederação Africana de Futebol (CAF) com conhecimento da Federação Internacional de Futebol Associação (FIFA) pela péssima actuação do árbitro zambiano, Janny Sikazwe, diante do Espérance de Túnis da Tunísia. Carlos Hendrick explica que, com as atitudes do trio de arbitragem da Zâmbia, que anulou o golo limpo do defesa-central Bobó aos 78 minutos, e dos adeptos e dirigentes da turma tunisina, houve mesmo influência do árbitro no resultado final de quatro bolas a duas.

Este ‘score’ ditou o afastamento dos militares da final da 22ª edição da Liga dos Clubes Campeões Africanos. O dirigente disse que se a CAF anular o jogo, o que dificilmente poderá acontecer, é importante que seja marcado para um campo neutro. Quanto à posição da Federação Angolana de Futebol (FAF), o presidente da equipa central das Forças Armadas Angolanas revelou que a Federação assinou o protesto. Aliás, o representante da FAF na Tunísia, Jeremias Simão, director- técnico do órgão reitor da modalidade no país, testemunhou o caos vivido no Estádio Olímpico de Radés. Com a queixa apresentada, Carlos Hendrick espera que a Confederação Africana de Futebol e a Federação Internacional de Futebol Associação possam impor ordem, sobretudo no comportamento dos tunisinos. “Na verdade, intimidaram todos os angolanos presentes no recinto nomeadamente jornalistas, dirigentes e adeptos. Isso tem de acabar no futebol africano”, lamentou Carlos Hendrick.

Militares regressam hoje

Depois de ser eliminado pelo Espérance de Túnis da Tunísia, na Terça-feira, da final da Liga dos Clubes Campeões Africanos por 4-2, em jogo de resposta da 2ª mão das meias-finais da ‘Champions’, o 1º de Agosto, tri-campeão nacional regressa hoje, a partir das 14:00, ao país com escala no Dubai. Deste modo, aguarda- se uma recepção calorosa dos adeptos do desporto-rei por tudo que a equipa fez no Estádio Olímpico de Radés.

error: Content is protected !!