Atirador da sinagoga de Pittsburgh usava uma rede social de anti-semitas

Atirador da sinagoga de Pittsburgh usava uma rede social de anti-semitas

As vítimas do ataque incluem uma mulher de 97 anos e um casal de 80. Robert Bowers usava uma plataforma frequentada por neo-nazis e supremacistas brancos O atirador que atacou uma sinagoga em Pittsburgh, matando 11 pessoas, foi acusado de 29 crimes federais, e alguns podem resultar na condenação à pena capital.


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta