Libolo e Petro empatam em Calulo

Apesar de 19 títulos em campo ontem, libolenses (quatro) e tricolores (quinze), as duas equipas pouco fizeram para chegar ao golo.

Há dez anos que o Recreativo do Libolo do Cuanza-Sul não consegue vencer, no Campeonato Nacional, o Petro de Luanda no Estádio Municipal de Calulo. Ontem, os libolenses não foram para além do empate sem golos na recepção aos tricolores, em partida referente à primeira jornada do Girabola Zap 2018/2019.

Deste modo, as duas equipas, candidatas ao título, somam um ponto cada na tabela classificativa, porque durante os noventa minutos regulamentares pouco fizeram para chegar ao golo. Aliás, excepto aos 30’, o avançado brasileiro Tiago Azulão, melhor marcador do campeonato passado com 21 tentos, teve uma soberba oportunidade para inaugurar o placard, mas não teve a calma necessária para bater o guardaredes dos libolenses.

Outros resultados Na cidade do Lobito, província de Benguela, a Académica do Lobito recebeu e venceu, por 3-0, o Sporting de Cabinda no Campo do Buraco. No Bié, casa emprestada do Cuando Cubango FC, a equipa das terras do ‘Progresso’ impôs ao Kabuscorp do Palanca um rigoroso empate a uma bola. Por sua vez, no Estádio do Ferrovia, o Desportivo da Huíla e o Bravos do Maquis do Moxico também empataram a uma bola.

error: Content is protected !!