Bolsonaro quer juiz Sérgio Moro e facilitar a posse de armas

Um dia após a eleições como novo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro deu várias entrevistas a meios de comunicação brasileiros, nomeadamente à TV Record, dizendo que vai convidar o juiz Sérgio Moro para ministro e reiterando que quer facilitar a posse de armas para reduzir a criminalidade. O juiz Sérgio Moro é o responsável pela Operação Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção que envolve várias empresas, incluindo a petrolífera estatal Petrobras, e mandou prender o ex-presidente Lula da Silva.

Em entrevista ao Jornal Nacional da TV Globo, Jair Bolsonaro afirmou que pretende convidar o juiz Sérgio Moto para o Ministério da Justiça ou contar com ele no Supremo Tribunal Federal, caso abra uma vaga, “na qual ele achasse que poderia trabalhar melhor para o Brasil”. Por outro lado, o novo presidente eleito reiterou a promessa de facilitar a posse e o porte de armas, nomeadamente, diminuindo a idade mínima para posse de arma e tornar a posse definitiva – actualmente precisa ser renovada periodicamente. “Nós queremos mexer na lei e diminuir na lei de 25 para 21 anos de idade e, mais ainda, dar a posse definitiva para o cidadão”, declarou.

“Não podemos criar mais um encargo para quem tem uma arma dentro da sua casa para defender a integridade da sua família. A posse de arma, mas o porte de arma de fogo tem que ser flexibilizado também”, afirmou à Record. Outro aspecto relacionado com este tema é que a lei exige a comprovação de “efectiva necessidade” para ter autorização de porte de arma. “A nossa orientação é que a efectiva necessidade está comprovada pelo estado de violência em que vive o Brasil. Nós estamos em guerra, todo o mundo diz isso, vocês mesmo da imprensa dizem isso”, justificou.

error: Content is protected !!