Promotor saudita discute caso Khashoggi com inteligência turca

O Ministério Público da Arábia Saudita manteve conversas durante a noite com autoridades da inteligência turca sobre a investigação do assassinato do jornalista Jamal Khashoggi no consulado saudita em Istambul, informou a agência de notícias Demiroren. Segundo ele, Saud Al Mojeb deixou o hotel pouco depois da meia-noite e foi para os escritórios regionais da Agência Nacional de Inteligência (MIT) da Turquia. Não disse quanto tempo permaneceu lá antes de retornar ao hotel

A morte de Khashoggi transformou- se numa crise para o maior exportador mundial de petróleo, que no início negou qualquer conhecimento ou papel no seu desaparecimento há quatro semanas. Na semana passada, Mojeb contradisse declarações anteriores sauditas, dizendo que o assassinato de Khashoggi foi premeditado. Riyadh diz que prendeu 18 suspeitos, incluindo uma equipa enviada a Istambul horas antes da morte de Khashoggi, mas rejeitou o pedido da Turquia para a sua extradição.

O Presidente Tayyip Erdogan, que exigiu mais informações da Arábia Saudita, disse na Terça-feira que o promotor-chefe de Istambul pediu a Mojeb que divulgue quem enviou a equipa de Riyadh, suspeita de envolvimento no assassinato. O assassinato de Khashoggi, um crítico do governante de facto, o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, colocou em foco a estreita relação do Ocidente com a Arábia Saudita – um grande comprador de armas e um dos pilares dos planos regionais de Washington para conter o Irão.