Análise Diária: Crescimento Económico

A Consultora Focus Economics estima que a economia encerrará o ano corrente com uma contracção do PIB de 0,4% A estimativa representa uma redução de 1,1 p.p. face às estimativas de Outubro, em que se perspectivou uma expansão de 0,7%, e reflecte a redução da produção petrolífera e a desvalorização da moeda nacional, Kwanza, registo que poderá pressionar a expectativa dos investidores.

Variação do nível de Preços

O Índice de Preços ao Consumidor Nacional (IPCN) referente a Outubro variou 1,39%, uma redução de 1,3 p.p. em relação a Setembro. O registo homólogo de 18,04% em Outubro representa uma desaceleração de 8,21 p.p., em relação a Outubro de 2017 e poderá contribuir para uma abordagem menos restritiva da política monetária do BNA, com efeitos nas taxas de juro para o crédito às famílias e empresas.

O Índice de Preços Grossista (IPG) referente a Outubro variou 1,29%, uma redução de 0,01 p.p. em relação ao mês anterior. O desempenho dos preços poderá contribuir para a estabilização dos custos de produção nacional, com efeitos nos níveis de preços aos consumidores e na variedade de produtos disponíveis às famílias.

Orçamento geral do estado

A proposta do OGE para 2019 reserva 9,5% do total para o Investimento Público. O montante ascende 1.079,9 mil milhões AOA e representa aumento de 11,1% face a 2018, e poderá contribuir para a execução de projectos estruturantes, com efeitos no crescimento da economia e na criação de emprego. Reservas Internacionais As Reservas Internacionais Líquidas (RILs) fixaram-se em 11,6 mil milhões USD no mês de Outubro. As RILs reduziram 2,8% face ao mês anterior, reflectindo desequilíbrios entre

 

 

as necessidades e o nível actual de obtenção de moeda externa, que resulta em menos divisas disponíveis para importação e serviço de dívida.

Espaço Internacional _ EUA

As vendas a retalho registaram aumento de 0,8% ao longo do mês de Outubro, uma aceleração de 0,9 p.p. face ao mês anterior. O aumento poderá reflectir a necessidade de reconstruir as áreas devastadas pelo furacarão Florence e o aproximar das quadras festivas, com impactos sobre as importações dos EUA e nas exportações de Angola.

Zona euro

A economia cresceu 0,2% ao longo do terceiro trimestre, uma desaceleração de 0,2 p.p. face ao trimestre anterior. O desempenho poderá reflectir os constrangimentos na indústria automóvel alemã, com impactos na procura mundial e nas importações de Angola.

Japão

A taxa de crescimento económico referente ao IIIº trimestre situou-se em -0,3% uma desaceleração de 1,1 p.p. em comparação ao trimestre anterior. O desempenho da economia poderá reflectir os desastres ambientais registados no país, que poderá impactar na procura mundial e nas importações de Angola.

Itália

A produção industrial contraiu 0,2% em Setembro. O desempenho do sector representa uma redução de 1,9 p.p. face ao mês anterior, e poderá reflectir as incertezas associadas ao Orçamento do Estado para 2019, numa altura em que a economia estagnou no terceiro trimestre de 2018, com impactos na oferta de bens e na variação dos preços na Zona Euro e nas importações de Angola.