Dois dias antes do início da campanha, Seth Kikuni pede à CENI para adiar as eleições

Ele foi o primeiro a concorrer à presidência. Seth Kikuni, de 37 anos, pediu à Comissão Nacional Eleitoral Independente (CENI) para adiar as eleições planeadas para 23 de Dezembro de 2018.

“Infelizmente, a 48 horas do início da campanha, as partes interessadas não concordam em vários pontos importantes que poderiam permitir a realização de eleições livres, confiáveis, transparentes e pacíficas”, escreveu ele numa carta enviada no dia 20 de Dezembro, na qual pede que a comissão eleitoral convoque uma reunião com todas as partes interessadas. Ele confessou que temia pelas eleições: “Receio que, se o CENI teimosamente organizar estas eleições nas condições actuais, o nosso país mergulhe num caos, que as pessoas como você e eu não desejam; seria um caos que, infelizmente, custaria muito sofrimento à juventude do nosso país, cujos valores e esperanças eu represento“, rematou ele na sua missiva.