Americano morto em remota ilha indiana vedada a visitantes

A Ilha Sentinela Norte, que não recebe visitantes, abriga os sentinelas, que mataram o americano, identificado como John Allen Chau, depois de ele ter sido transportado ilegalmente por pescadores, acrescentaram os funcionários.

“Um caso de assassinato foi registado”, disse um dos funcionários à Reuters. Ambas as autoridades pediram anonimato, pois não estão autorizadas a falar com a mídia. A Polícia iniciou uma investigação, disse Deepak Yadav, autoridade policial na cadeia de ilhas da Baía de Bengala, num comunicado divulgado na terça-feira. “Estamos cientes dos relatos sobre um cidadão americano nas Ilhas Andaman e Nicobar”, disse num email uma porta-voz do consulado dos Estados Unidos na cidade de Chennai, no sul da Índia.

“Quando um cidadão dos EUA está desaparecido, trabalhamos em estreita colaboração com as autoridades locais, enquanto envidam os seus esforços de busca”, acrescentou, intercomumas recusou-se a fornecer mais detalhes. A Reuters não conseguiu identificar imediatamente os detalhes de contacto de um membro da família ou representante de Chau. Uma das fontes policiais disse que Chau, que fez visitas anteriores às ilhas, tinha um forte desejo de conhecer os sentinelas. Chau contratou um bote de pesca e, auxiliado pelos pescadores, chegou à vizinhança da ilha em 16 de Novembro, antes de se transferir para uma canoa, disse a autoridade. O seu corpo, descoberto no dia seguinte pelos pescadores de retorno a terra, ainda não foi recuperado, acrescentou o funcionário.

error: Content is protected !!