Editorial: Do isolamento ao mundo das estreias

A cidade do Huambo é a capital da província do Huambo, no planalto central angolano. Ao contrário de Benguela e Luanda, as suas salas de cinema, antigas e novas, são totalmente cobertas, como obriga o clima chuvoso e frio, com temperaturas nocturnas às vezes muito perto dos zero graus centígrados.

A província tem pouco mais de dois milhões de habitantes, maioritariamente jovens, e era na época colonial o segundo maior centro universitário e o segundo maior parque industrial. Nos últimos anos viveu como que ilhada, social, económica e culturalmente, por força da degradação das estradas que a ligam a outros pontos do país, pelos altos preços da passagem aérea e pela insuficiência, ainda, da prestação do caminho-de-ferro.

Com o regresso do cinema, rompe-se um pouco o isolamento, entrando a cidade no circuito internacional de distribuição e podendo os seus habitantes alinhar em simultâneo nas grandes estreias mundiais, uma forma de entrar no mundo pelo centro da modernidade.

error: Content is protected !!