Kabuscorp “desmoronado” na província da Huíla

BAStOU o golo do angolano Bruno e do camaronês Lionel para que o Desportivo da Huíla vencesse, ontem, o Kabuscorp do Palanca por duas bolas a uma, no Estádio do Benfi ca. O Kabuscorp do Palanca foi, ontem, surpreendido pelo Desportivo da Huíla, ao consentir uma derrota de duas bolas a uma, em partida válida para o encerramento da terceira jornada do Girabola Zap, Campeonato Nacional de futebol da 1ª Divisão.

Texto de: Kiameso Pedro

O primeiro tento do encontro foi apontado por intermédio de Bruno à passagem dos vinte e seis minutos da primeira parte, após uma atitude infantil do guarda-redes Prince, que acabou por colocar o esférico à disposição do atleta huilano, numa jogada em que tinha tudo para manter a bola sob controlo.

O segundo golo da partida surgiu depois de Magola ter cometido um erro de principiante, ao fazer um passe denunciado ao seu colega, que culminou por ser aproveitado por Lionel aos vinte e oito minutos da segunda parte e assim dar o golpe de misericórdia ao opositor e ampliar o placar (2-1).

O único golo de honra do Kabuscorp do Palanca foi anotado por Ebunga, aos trinta e seis minutos da contenda.Depois de ter reduzido o resultado em (2-1), os jogadores sob comando técnico de Paulo Torres foram em busca do empate, mas os pupilos do trinador Mário Soares, nunca deram espaço de manobra, mantendo a coesão defensiva, sobretudo nos minutos derradeiros do desafio.

Em declarações à imprensa, no final da partida, o português Paulo Torres limitou-se a dizer que este desaire deixa a sua equipa agoniada, mas que servirá de tónico para o emblema palanquino continuar a trabalhar para os próximos desafios.

Já Mário Soares, timoneiro do Desportivo, aproveitou os microfones colocados à sua disposição para dedicar a vitória da sua agremiação ao Governador da província da Huíla Luís da Fonseca.