Uma semana com símbolos e humor

A semana passada foi recheada de factos noticiosos, por um lado, e também daquilo a que agora se chama de fakenews. Nunca como esta semana se produziu tanto humor envolvendo políticos em Angola. Foi bom, desde que se fique por aí mesmo e ninguém comece a confundir as coisas.

Por: José Kaliengue

Infelizmente, surgiram também os habituais boatos e notícias produzidas por gente mal intencionada. Foi bom, mas foi na mesma altura em que o resto do mundo se viu envolvido na sua Black Friday, um momento alto do consumismo ocidental. Boa altura para as compras antecipadas de Natal.

Nós cá, bem, ainda nem começamos a falar em Natal, menos ainda faz sentido falar de consumismo, porque por cá quem mais ordena é aquele último buraco do cinto, bem apertado. Baixou o preço do petróleo nos mercados internacionais e já sabemos que … bem, talvez o Natal seja um pouco mais magro que o do ano passado. Isto sim é simbólico na nossa vida, como noutros tempos.

Por outro lado, António Pacavira, líder associativo das instituições de ensino particular, disse ontem, no programa Universo Media Nova, que tem havido cada vez mais pedidos de transferência de alunos para Portugal, o que simboliza outras coisas mais…

Entretanto, bem, fi quemo-nos pelo humor para aguentarmos, não está fácil. E esperemos pelos factos desta nova semana, tem sido assim, a cada semana um facto… e nós, bem, continuemos bem-humorados, é para ver se aguentamos. Foi para isso que Deus inventou o humor.