Editorial: e nós, quem somos?

Está a decorrer a feira do livro de Guadalajara, no México, em que Portugal é o país convidado. Trata- se da segunda maior do mundo, um palco obrigatório de se estar. uma das melhores formas de um país se apresentar ao mundo.

Quem não escreve, quem não é lido, não é conhecido. Angola tem de aprender isso. É bom promover as kizombadas e kuduros, é bom vermos altos dirigentes a dar um pé de dança, mas é demasiado triste não conseguirmos dizer palavras ao mundo.

Não há notícias de participação angolana em Guadalajara. Talvez para o nosso estado a literatura não seja importante, aliás, nota-se como estamos. É preciso incentivar a leitura e a escrita. Não de amigos, mas da alma angolana.