Diref investe mais 6 milhões de dólares para produção de bebidas espirituosas

A empresa angolana Refriango e o grupo britânico Diageo investiram 6,2 milhões de dólares em Angola numa fábrica de bebidas destiladas com capacidade de produção diária de 27 mil litros, equivalentes a três mil caixas de 12 garrafas de 0,75 litros

Texto de: Iracelma Kaliengue

O mercado de bebidas acaba de ganhar mais uma unidade de produção com capital angolano e britânico. Inaugurada no dia 28, Quarta-feira, a nova fábrica vai produzir, numa primeira fase, algumas das marcas internacionais da Diageo, distribuídas em Angola pela Refriango, como são os casos da vodka Smirnoff, o gin Gordons e o whisky Black e White, em embalagens de vidro, garrafas de plástico reciclável, lata e outros formatos inovadores.

Carlos Santos, CEO de Refriango, acredita que “a inauguração da fábrica é um marco importante no reforço da parceria entre as empresas”, disse, assegurando que a unidade trará um impacto positivo para a economia de Angola em termos de criação de novos postos de emprego, substituição de importações e criação de uma plataforma com forte potencial exportador”, realçou.

O gestor sublinhou ainda que houve um investimento considerável para aquisição de tecnologia avançada do sector, de acordo com os mais exigentes standards internacionais de qualidade e segurança alimentar, de formas a garantir a qualidade que se pretende com o produto final.

Com a entrada em funcionamento a unidade fabril vai garantir mais de 30 postos de emprego, dos quais 11 técnicos nacionais que integram a parte industrial, cuja formação foi feita no exterior do país e em unidades industriais semelhantes à inaugurada Por sua vez, o director-geral da Diref, Edgar Sousa, avançou que 75% das matérias-primas serão adquiridas no mercado interno e 25% no exterior, tendo afirmado que “a estratégia da empresa para dentro de três anos é aumentar a matéria-prima local para 90%”, frisou.

Quanto ao vidro para enchimento do Gin Gordon’s, o director afirmou que esse produto deverá ser importado por não existir ainda tecnologia no país para produção interna. Em relação à previsão de retorno do investimento, o avançou que a longo prazo, quando passarem para fase das exportações, eles vão surgir de forma natural.

DIREF em 40 países Em relação às exportações, a Diageo, enquanto empresa multinacional de bebidas espirituosas distribui as suas marcas em mais de 40 países africanos, com destaque para República Democrática do Congo, Zâmbia, Namíbia, Gabão, Gana, entre outros. Na ocasião, o presidente da Diageo África, John O’Keeffe, manifestou-se orgulhoso por investir em Angola” e acredita estar a contribuir no crescimento sustentável do país.

error: Content is protected !!