Encerradas 94 seitas religiosas na Huíla

Noventa e quatro igrejas que exercem actividade à margem da lei e em condições precárias de acomodação dos fiéis começaram a ser encerradas na Quarta-feira, na província da Huíla, no âmbito da Operação Resgate.

A informação foi prestada à Angop, no Lubango, pelo chefe de departamento de Cultura e arte e Património do Estado, Bernardino Gabriel, à margem da segunda reunião do Gabinete Provincial da Huíla da Cultura, Turismo e Juventude e Desporto com as autoridades religiosas. Segundo Bernardino Gabriel, o encontro visou estreitar as relação entre o gabinete e as igrejas existentes na província e fazer uma avaliação da situação real do movimento religioso.

error: Content is protected !!