Debate sobre artes cénicas junta especialistas à mesma mesa

A iniciativa insere-se na 20ª edição do projecto trimensal “Há Teatro no Camões”. O programa envolve grupos teatrais, actores, encenadores, dramaturgos e reputadas figuras ligadas ao mundo teatral angolano, estarão a mesma mesa, nos dias 11 e 12, para mais uma tertúlia, a ter lugar no Camões-Centro Cultural Português, em Luanda

Assim, em dois dias consecutivos abordar- se-ão no primeiro dia “A Inserção dos Formados de Arte no Mercado de Trabalho”, e no segundo dia, “O Artista como Empreendedor”. De igual modo serão apresentadas duas peças em formatos pequenos por grupos da capital. Na primeira mesa redonda sobre “A Inserção dos Formados em Arte no Mercado de Trabalho” vai contar com a participação de Mizete Rodrigues, Tchizainga Raúl, O auditório Pepetela do Camões acolhe uma sessão diária de filmes polacos, que inicia com o filme “Guerra Fria –Cold War”, Pawel Pawlikowski.

Retrata uma impetuosa história de amor entre duas pessoas de diferentes origens e temperamentos, que são fatalmente incompatíveis, mas que estão destinadas a ficar juntas. Tendo como pano de fundo a Guerra Fria nos anos 50 na Polónia, Berlim, Jugoslávia e Paris, o filme retrata uma história de amor apaixonada pelo seu namorado Uriel. Durante o namoro, ela já desejava ter um filho. Acidentalmente, Uriel descobre que Helena está grávida e decide não assumir a gravidez por achar que não é o momento exacto por afectar a sua carreira académica e o exercício profissional de apoio aos negócios do pai.

Por sua vez, a peça “A dor do meu sangue” de Katondi Paulo, retrata a problemática das drogas na sociedade. Jonas é um jovem cantor e artista muito talentoso que, influenciado pelos seus amigos, começa a consumir drogas. O pai tenta, por todos os meios possíveis, tirá-lo desse vício e, quanto menos espera, acontece o inevitável…

De salientar que, a 19ª edição do projecto “Há Teatro no Camões”, debateu sobre “O Programa em Cena: Promoção do Teatro ou Audiência para a TPA” e sobre “A Influência de Agentes Estranhos ao Teatro por Razões Económicas”. Don Sebas Cassule, Filipe Vidal, Nelson Kabanga e Estefana Ondina. Já no segundo encontro estarão na mesma, no debate sobre “O Artista como Empreendedor”, os especialistas António Custódio Cali, David Canka e Simão Kikuvula.

error: Content is protected !!