Venda na centralidade da Praia Amélia arrancou ontem no Namibe

A segunda fase do processo de venda de habitações nas centralidades da Praia Amélia e 5 de Abril arrancou ontem, Segunda-feira, 3, na província do Namibe, com a entrega de documentos de funcionários interessados, de empresas públicas, privadas e um grupo de venda livre

Para o efeito, o director para a área comercial da Imogestim, Gilberto Monteiro, manteve um encontro com o grupo alvo (funcionários públicos e privados, e cidadãos sem vínculo laboral), com vista a esclarecer os procedimentos sobre a venda das residências nas duas centralidades. Neste encontro, o responsável esclareceu que na primeira fase foram apenas disponibilizadas mil residências, sendo quinhentas para funcionários das empresas públicas que fizeram a entrega da documentação de quadros interessados em adquirir um apartamento ou uma residência.

“Como é do conhecimento dos presentes, o Executivo definiu três grandes grupos, um grupo da função pública, outro de venda dirigida a grandes empresas públicas e privadas e um grupo de vendas livres”, esclareceu. Inicialmente, a gestora Imogestin teve alguns problemas relacionados com a conclusão de algumas infra-estruturas externas, nomeadamente a construção das estações de tratamento de águas residuais, mas ainda assim conseguiu acomodar cerca de mil famílias nas duas centralidades.

A entrega da documentação dos candidatos prolonga-se até ao dia 15 de Janeiro de 2019. Na ocasião, o vice-governador para a área técnica e infra-estrutura, José Tchindongo António, referiu que a estação de tratamento de águas residuais da centralidade do 5 de Abril está quase pronta. “Neste momento, as obras da Estação de Tratamento de Águas Residuais da Centralidade da Praia Amélia já vão a 97 por cento e em pouco tempo também estará concluída.

error: Content is protected !!