EUA despedem-se de George Bush

O Governo federal americano e particularmente a cidade de Washington, sede da União, vão parar esta Quarta-feira, 5, para a derradeira homenagem a George Bush, seu 41.º Presidente

POR: Michael Brown em Nova Iorque

Falecido Sexta-feira à noite em Houston, Texas, esta Quarta-feira, George Bush será objecto de uma homenagem a ter lugar na Sé Catedral da capital americana. George Bush padecia de várias maleitas, tendo sido internado várias vezes este ano. O seu corpo esteve em câmara ardente na sala do Congresso, onde habitualmente têm lugar parte dos funerais de Estado. Na cerimónia de Segunda-feira, dia em que o seu corpo foi transportado para a capital, intervieram o vice-presidente Mike Pence, o presidente do Senado, Mitch Mckonell e Paul Ryan, presidente da Câmara dos Deputados.

O Presidente Donald Trump disponibilizou o seu avião oficial para transportar o corpo do falecido Presidente e foi ao capitólio prestar homenagem a George Bush. Donald Trump não está entre os oradores designados para a cerimónia desta Quarta-feira,5. Ele e George Bush tiveram grandes desavenças durante a campanha para as presidenciais de 2016, de tal sorte que Bush decidiu votar em Hillary Clinton. George Bush “filho”, 43.º Presidente dos Estados Unidos, fará o elogio fúnebre.

O seu pai sucedeu Ronald Reagan na presidência dos EUA, em 1990. Tinha sido deputado, director da CIA, e embaixador na China e também nas Nações Unidas. Tinha 94 anos de idade. O funeral desta Quarta-feira deverá juntar numa mesma ala da Sé Catedral, Donald Trump, Barack Obama, Bill Clinton e James Carter.