Preços de cabazes vão desde 15 mil a 6 milhões de kwanzas

Os supermercados de Luanda já começaram a comercializar cabazes de Natal. Existem preços para todos os bolsos. Os preços dos cabazes vão desde 15 mil a 6 milhões 840 mil kwanzas

Texto de: Patrícia de Oliveira

Para muitos é uma honra ter um cabaz de Natal, para outros nem tanto. Muitos preferem mesmo subsídios em dinheiro, ao invés de compras. Hoje, as empresas parece abdicarem deste incentivo para os trabalhadores (cabazes). Ainda assim, os cabazes estão aí à venda nas principais redes comerciais de Luanda e não só.

Quem quiser comprar um cabaz de Natal pode pagar a partir de 15 mil até 6 milhões 840 mil kwanzas. Com o Natal à porta, as grandes superfícies comerciais preocupam-se em preparar cabazes. Outras implementam cartões com diferentes preços de plafond ou optam por oferecer um cabaz de Natal com produtos típicos desta época.

Tal como acontece todos os anos, o grupo Megafrica tem disponível um leque de 14 tipos de cabazes de Natal, nomeadamente, majestoso “Cabaz Reino N’Gola”, ao imponente “Cabaz Rainha Ginga”, mítico “Cabaz Imbondeiro”, o memorável “Cabaz Tundavala” clássico “Cabaz Perdas Negras”, soberbo “Cabaz Kalandula”, “Popular Cabaz”, o requintado Cabaz Ilha do Cabo, o luxuoso Cabaz Serra da Leba, Cabaz Barra do Kwanza, o “Cabaz Cabo Ledo”, assim como os cabazes “Baía de Luanda”, como o Cabaz Baía Azul”.

De acordo com um responsável de Marketing da empresa, este ano aumentou o número de pedido de cabazes comparativamente ao ano transacto. Segundo ele, mais de 100 empresas de diversos sectores já solicitaram cabazes para os seus colaboradores.

“ Até ao momento mais de 100 empresas e pessoas singulares já solicitaram cabazes de Natal. E esperamos aumentar a quantidade até ao princípio de Dezembro (já em curso)”, referiu. Segundo o funcionário, este ano houve diminuição de preços nos cabazes de Natal, o que permitiu maior interesse por parte das empresas.

Os cabazes são expostos em caixas de papelão e baús com forros de tecidos africanos, valorizando a cultura nacional. No Megafrica os preços variam de 67. 950 a 6 milhões de Kwanzas. Por sua vez, o supermercado Candando oferece igualmente uma gama de cabazes, desde alimentos, bebidas, electrodomésticos e gourmet, e estão divididos por tipologia.

O cabaz Prestige custa 1.495000 kz, enquanto o platina está a ser comercializado ao preço de 995000 kz, já o Ouro custa 595000kz, o Prata 395000. Além dos cabazes de produtos alimentares também dispõem de outros pacotes, o que é o caso de cabazes Wammo (eletro-domésticos), cabazes cuida + (produtos da pele), cabazes de bebidas, alimentar, acessórios e outros.

Já a rede comercial Shoprite conta com o número reduzido de cabazes. Tem apenas os cabazes “Clássico” que custa 59.999.95 kwanzas, enquanto o “Standaro” 39.999kz e o “Familiar “ 79.999 kwanzas. Até ao momento da nossa ronda, o supermercado Jumbo não tinha cabazes com produtos alimentares, simplesmente cabazes sugestivos de bebidas ao preço de 49.945 kzs composto por 1 grade de cerveja, igual número de gasosa, 4 garrafas de águas das pedras, 1 garrafa de Whisky, Rum,Martini, Vinho diversos, Champanhe, Cachaça e Licor ao preço de 89.898 kwanzas.

De acordo com a gerente do estabelecimento comercial, Palmira Miranda, à loja aguardava a chegada dos produtos para montar os cabazes. “ Neste momento temos apenas disponíveis cabazes de bebida porque os produtos alimentares ainda não estão completos”, explica.

Em seu entender, é preciso alguns produtos de época natalícia para montar os cabazes que foram importados, o bacalhau e outros itens e aguarda-se que chegues ao país a todo momento. O mesmo cenário encontramos na superfície comercial “Alimenta Angola” que tem disponíveis dois tipos de cabazes compostos por bebida com 17 itens e custa 89.898kz e 145.703 kwanzas, respectivamente.

A diferença dos preços tem a ver com a qualidade da bebida de cada um dos cabazes, como explicou à nossa reportagem um funcionário da fi rma. De acordo com o funcionário, a empresa optou por montar os cabazes com diferentes ofertas de bebidas para o clientes, ao contrário dos outros anos em que tinham cartões com plafonds diversos.

Diferente das outras grandes superfície, a Maxi optou por elaborar cartões de presente tal como, Classic, Selective, Executive,Premium, Gold com plafond de 15 a 250 mil kwanzas. De acordo com o gerente da Maxi localizada na Maianga, Carlos Xavier, há dois anos que a empresa implementou este sistema de cartões porque este método permite ao cliente escolher o próprio cabaz selecionando os produtos do seu interesse.

“Temos muitos clientes a adquirirem os cartões Maxi para oferecer a pessoas amigas ou familiares”, explica. O gestor referiu que quando a empresa tinha cabazes montados havia sempre difi culdade com a chegada dos produtos que eram importados para montar o cabaz de Natal.

É por esse motivo que a empresa optou pelos cartões com plafond por serem mais práticos . Muitos produtos são importados e nem sempre os navios chegavam a tempo para montar os cabazes de natal, explica. Disse ainda que com aquisição de um dos cartões da MAXI o cliente poderá comprar somente frescos ou bebidas ou escolher um produto que não tem em casa.